Sete perguntas sobre a avaliação 360 graus

A avaliação 360 graus é uma ferramenta de avaliação de desempenho em que o profissional é avaliado por seus superiores e também pares, subordinados, clientes, fornecedores e outros envolvidos em seu círculo de trabalho, além de realizar uma autoavaliação.

Esse tipo de avaliação vem ganhando destaque no mercado, e por isso, preparamos sete perguntas sobre ela respondidas por Priscila Prado, co-founder da Vislumbre RH. Confira!

1. Como é feita a avaliação 360?

Após a aplicação das avaliações com todos os envolvidos, os resultados são compilados e estruturados e com base neles, é dado um feedback geral para o avaliado com o objetivo de identificar pontos fortes e oportunidades de melhoria.

Após essa etapa, é elaborado um plano de desenvolvimento individual com metas específicas para aumento de performance.

Este processo é muito eficaz, pois proporciona para o avaliado uma visão clara de como está sendo percebido no seu círculo de atuação, e o que pode ser feito para atuar sobre os pontos a serem melhorados.

2. Qual é a importância da avaliação 360 graus nas empresas?

Esse tipo de avaliação é muito eficiente, pois proporciona visões de diferentes ângulos ao desempenho do profissional. Assim, ele pode perceber de forma clara e específica as competências que precisa desenvolver para obter êxito no papel que desempenha.

A avaliação 360 graus ainda viabiliza uma avaliação das estratégias utilizadas e uma análise de como a dinâmica comportamental daquele indivíduo contribui ou impede o alcance dos resultados esperados.

Sendo assim, a ferramenta orienta o desempenho, otimizando a performance, através do desenvolvimento e reengenharia das estratégias.

3. Quando usar a avaliação 360 graus?

Para usar esta ferramenta a empresa precisa possuir uma estrutura sólida de RH, em que todas as competências para os diversos cargos existentes na organização sejam definidas e de conhecimento dos colaboradores.

A companhia também precisa adotar o plano de desenvolvimento individual (PDI), e deve usá-lo com os resultados da avaliação em programas de incentivo, progressão de carreira e remuneração variável.

Possuir uma base de dados informatizada também é um fator muito importante para viabilizar o processo e garantir o sigilo das informações.

4. Quais os resultados da prática da avaliação 360 graus?

A avaliação 360 graus possibilita uma visão da performance do avaliado sob diversos ângulos, gera aumento de performance e aumento da autopercepção, e os resultados serão percebidos de acordo com o planejado no PDI. 

É usual contratar-se um coach para acompanhar a execução do plano de desenvolvimento individual. Neste caso, os resultados aparecerão no dia a dia.

5. Por quais motivos a maioria das empresas ainda não trabalha com esse tipo de avaliação?

Esta ferramenta apresenta um alto grau de subjetividade. As pessoas envolvidas apresentam diferentes níveis de relacionamento com o avaliado, e isto pode comprometer a confiabilidade dos dados.

Outro ponto é que nem todos os avaliadores levarão em conta os aspectos profissionais em detrimento dos pessoais.

Além disso, manter a confidencialidade das informações é sempre um desafio em um processo tão complexo e demorado, que envolve inúmeras pessoas.

6. Que tipo de empresa não deve fazer uso da avaliação 360 graus?

Ela não deve ser utilizada por empresas que não tenham as competências de cada cargo bem definidas, que não tenham infraestrutura adequada para manter o sigilo dos dados, ou ainda por organizações que não estão prontas para administrar os resultados de maneira eficiente.

O tamanho da empresa não influencia na aplicação dessa ferramenta.

7. Quais são os riscos da avaliação 360 graus, e quais cuidados devem ser tomados na aplicação?

O primeiro, e mais importante, é o sigilo das informações. De forma alguma ele pode ser colocado em risco, pois isso pode prejudicar a credibilidade dos dados, e também criar situações de conflitos, gerando no avaliado a sensação de exposição.

Outro cuidado importante é não banalizar a ferramenta, deixando-a desconexa das outras ferramentas de gestão de pessoas como programas de mapa de carreira, remuneração variável, etc.

Você ainda tem alguma dúvida sobre a avaliação 360 graus? Mande pra gente, teremos o maior prazer em responder!

Você pode usar a caixa de comentários abaixo ou se preferir, mandar uma mensagem para nós através da página de contato.

Priscila Prado
CEO – Vislumbre RH

Compartilhe isso: