Como fazer um mapeamento de competências?

Ter uma equipe com profissionais capacitados e com diversas habilidades em uma empresa, acompanhando as novidades do mercado e exigências do ramo em que se trabalha, é um grande diferencial competitivo quando pensamos no mundo dos negócios. E, para isso, muitas organizações utilizam do mapeamento de competências, método que traz diversos resultados positivos para uma instituição.

Quer saber como usá-lo de forma eficaz em sua empresa? Então, confira:

Para começar: mapeamento de competências?

Trata-se de um método para o levantamento das competências técnicas e comportamentais necessárias para uma execução correta do trabalho, preenchendo, assim, possíveis lacunas naquilo que se é esperado em uma determinada função, desenvolvendo talentos e colaborando para alcançar os objetivos estratégicos.

Em que momento da organização pode ser usado?

O mapeamento de competências pode estar presente em diversos momentos na empresa, com igual importância. Processos como recrutamento e seleção, avaliação, treinamento e desenvolvimento são alguns dos exemplos em que utilizar essa técnica pode ser de grande ajuda. Para o recrutamento, por exemplo, mapear e definir de maneira clara o que se espera de um profissional para a vaga disponível, em suas capacidades técnicas e comportamentais, é o diferencial para encontrar um candidato à altura, que se encaixará perfeitamente na função disponível.

E para talentos já existentes na empresa?

Fazer o mapeamento de competências serve para que as gestões de uma empresa consigam desenvolver habilidades importantes em profissionais já participantes do quadro de funcionários. Dessa maneira, poder planejar treinamentos adequados e específicos, pensar em reestruturações de área, recolocações de membros ou até mesmo promoções de cargos. É a maneira ideal de manter profissionais já familiarizados com o negócio e que se especializarão em determinados pontos que só aumentarão o seu rendimento e engajamento.

Mão na massa! Como fazer o mapeamento de competências?

Para começar, é preciso que cada organização tenha definido o modelo CHAE. Essa sigla é uma abreviatura para os termos Conhecimento, Habilidades, Atitudes e Entregas. Esses pontos são os pilares para ter um diagnóstico das competências que são carentes no momento na empresa e que precisam serem desenvolvidos dentro da companhia.

Esse primeiro momento do mapeamento de competências é feito a partir da observação atenta do gestor de cada área e, em alguns casos, também podem ser utilizados questionários ou avaliações para os funcionários responderem. Outra maneira é perguntar aos próprios colaboradores quais técnicas ou características eles acreditam serem importantes para desenvolver uma determinada função.

Visto isso, a gestão de RH busca identificar as competências para, dessa maneira, alinhar à cultura e aos objetivos estratégicos da empresa.

Assessment: o braço direito do mapeamento de competências

A palavra assessment, do inglês “avaliação”, refere-se a ferramentas existentes que facilitam um melhor desenvolvimento do mapeamento de competências. Existem diversos tipos disponíveis no mercado, que buscam analisar o indivíduo de maneira ampla em suas características pessoais, profissionais e comportamentais, que impactam diretamente suas funções na organização. A partir dos resultados obtidos, é possível direcionar melhor quais os próximos passos a se tomar no que se diz respeito a cursos, treinamentos, promoções, novos cargos e muito mais.

A Vislumbre RH tem disponível dois assessments para quem se interessa em investir no mapeamento de competências em sua empresa de maneira eficaz, objetiva e de qualidade.

Mapeamento de competências Janusian

Essa ferramenta identifica estilos e modelos comportamentais de liderança, dividindo nas quatro dimensões existentes: auto liderança, liderança de pessoas, liderança de projetos e liderança estratégica. É ideal, também, para observar propensões de super utilização e índices de descarrilamento de carreira.

Mapeamento de competências MPP

É a metodologia utilizada para identificar modelo mental e crenças dominantes e, assim, apontar as tendências comportamentais do indivíduo nas quatro áreas emocionais, que englobam vida pessoal, profissional e acadêmica e traz uma visão sobre as características daquela faixa de maturidade. O objetivo é desenvolver a inteligência emocional através da expansão da consciência.

Benefícios da prática

Gestões de RH que realizam mapeamento de competências em suas organizações podem aproveitar dos vários benefícios que essa prática traz. É possível reter colaboradores, ter uma cultura voltada para o capital humano e até encontrar talentos dentro da própria empresa com competências digna de cargos mais altos. Além disso, o mapeamento de competências faz com que a empresa tenha uma melhor visão dos funcionários, podendo alocá-los nas melhores funções de acordo com suas maiores habilidades.

E depois?

Como o mapeamento de competências é ideal para desenvolver colaboradores, é preciso que se mantenha um acompanhamento do aprendizado e evolução de cada um após este processo. E que, cada vez mais, haja investimentos para que a prática não termine.

Um ponto de atenção é garantir que tal método não seja utilizado para pessoas que irão se desligar da empresa. Afinal, uma ferramenta para desenvolvimento não pode ser utilizada para outro fim senão desenvolver.

Invista esse processo na sua organização e veja o quanto o engajamento e a dedicação para atingir metas pode – e muito – melhorar.

Entre em contato caso tenha dúvidas ou precise de ajuda para fazer este mapeamento!

Imagem: mindandi / Freepik.

Compartilhe isso: