Accountability na liderança

Hoje em dia no mundo corporativo quando falamos de melhores práticas e liderança ouvimos o termo accountability. Você já ouviu e sabe do que se trata?

Apesar do termo não ter uma tradução fácil em Português, ele é simples de se explicar. Accountability é uma qualidade moral, trata se de quando uma empresa ou indivíduo se posiciona como protagonista das situações, puxando para si a responsabilidade por seus atos.

Você pode pensar: “Mas qualquer adulto faz isso”. E eu te chamarei a questionar: “Faz mesmo?”

Vemos controvérsias em diversos exemplos na política, por exemplo, quando um órgão municipal diz que o “problema” não é solucionado por culpa do órgão estadual, e esse por sua vez joga a culpa nos responsáveis pela esfera federal. E com esse vai e vem o “problema” nunca é resolvido. Podemos então dizer que os órgãos públicos não estão aplicando a accountability.

Seria ótimo se esse problema se resumisse somente à esfera pública, mas infelizmente não é essa a realidade. Vemos esse jogo de empurra empurra entre os departamentos de corporações, ou lançando uma lupa, veremos a mesma postura entre os funcionários de empresas.

O não atingimento de metas geralmente é justificado por fatores externos, como economia, concorrentes, clientes ou até mesmo vida pessoal. E esse instinto de justificar tudo não gera nada de novo, deixando de agregar valor e de gerar energia.

Accountability e mudanças

Quando você incorpora o accountability você se sente seguro para ir na contramão e avaliar suas atitudes, trazendo para si a reflexão profunda dos seus atos, em outras palavras, você toma as rédeas da sua vida, direcionando sua carreira e sua empresa para onde você quiser.

O profissional com essa postura se destaca no mercado, inova e consequentemente torna se um ótimo líder. Isso porque ele deixa de se esconder atrás das desculpas para aplicar os “Accountability Steps”:

  • See it: reconhecer o problema
  • Own it: assumir a responsabilidade do problema e dos resultados
  • Solve it: formular soluções para a situação
  • Do it: aplicar as soluções desenvolvidas.

Deixando a vitimização de lado e aplicando os passos acima o profissional se eleva a outro patamar, mais arriscado, porém mais ousado, assertivo, eficiente e eficaz. Esse é o caminho de sucesso trilhado pelos grande líderes, e uma vez que você chega lá não volta mais, se transforma e envolver todos a seu redor.

Vamos descomplicar e ser agentes de transformação? Let’s do it!

Luanny Faustino

Compartilhe isso: